O RETORNO AOS ESCRITÓRIOS E A PREOCUPAÇÃO COM O AR CONDICIONADO PÓS COVID-19.

por | 8 jun 2020 | Dicas

O RETORNO AOS ESCRITÓRIOS E A PREOCUPAÇÃO COM O AR CONDICIONADO PÓS COVID-19.

Ter um ambiente de trabalho confortável é muito mais agradável e tende a apresentar maior produtividade, tanto em âmbito individual, quanto coletivo, se comparado com ambientes com menor preocupação com o conforto. Passamos longos períodos da vida dentro de ambientes fechados, sejam residenciais ou de trabalho.  Para os ambientes de trabalho, existem estudos internacionais em edifícios corporativos indicando que 90% dos custos ligados a uma edificação são relacionados ao capital humano e 10% a custos operacionais da edificação, incluindo os custos com energia. Os ambientes que não apresentam condições confortáveis de trabalho tendem a apresentar um percentual maior de afastamento dos seus colaboradores por motivos de saúde, o que gera, dentre alguns fatores, uma grande perda financeira.

Para a qualificação de um ambiente como confortável podemos destacar alguns fatores como: a iluminação, a acústica, a ergometria, as instalações de apoio e o conforto térmico. Há a crença de que o controle do conforto térmico está somente ligado à temperatura do ambiente, no entanto, esse controle é mais complexo, pois engloba também outros parâmetros como a umidade e a velocidade do ar. Sabemos também que além desses parâmetros, para obtermos uma boa QAI (Qualidade do Ar Interno), precisamos controlar os índices de contaminantes presentes no ar do ambiente onde podemos destacar: CO, CO2, COV, Particulados, bactérias, fungos, vírus, esporos etc.

A pandemia do COVID-19 trouxe novas preocupações e com isso surgiram novas pesquisas e discussões entre profissionais da saúde, da engenharia, empresários e autoridades governamentais sobre as providências a serem adotadas.

Além das orientações de uso de EPI, higienização constante, maior afastamento das pessoas nos ambientes, a qualidade do ar interior tem fundamental importância na prevenção da contaminação. Para atender a QAI, necessitamos principalmente de um bom projeto, uma boa instalação e manutenção adequada atendendo as normas de implantação do PMOC (Programa de Manutenção, Operação e Controle), conforme a lei 13589 de 2018. Porém hoje, grande parte das instalações que utilizam equipamentos tipo split, não possui sistema de renovação de ar, um dos ítens necessários para o controle da QAI. Para atender as possíveis adaptações, existem no mercado algumas alternativas como caixas de ventilação com sistemas de filtragem e sistemas de descontaminação IRC, no entanto, um profissional de engenharia deve ser consultado para uma análise da situação e orientação quanto às alterações necessárias.

Contamos agora com novas tecnologias de descontaminação de ambientes. Dentre estas novas tecnologias, podemos destacar a utilização de lâmpadas ultravioleta que atua na descontaminação de serpentinas e hoje já estão disponíveis com lâmpadas de led, a fotocatálise para descontaminação de dutos e dos ambientes ou utilizadas em equipamentos portáteis e o ozônio, utilizados em ambientes desocupados.

Essas novas tecnologias somadas ao cumprimento das legislações em vigor irão proporcionar ambientes mais saudáveis e com maior segurança para o retorno às atividades.

Normas de referência:

  • Portaria n0 3523 de 28/08/98 do M.S, publicada no D.O.U em 31/08/98.
  • Resolução RE n0 009 da ANVISA, aprovada em 16/01/2003 e publicada no D.O.U. em 20/01/2003.
  • Decreto Municipal n0 22281 – D.O.Rio – 21/11/02.
  • ABNT NBR 16401-1 / 16401-2 / 16401-3 – 2008.
  • Lei no 13589 de 04/01/2018 e publicada no D.O.U em 05/01/2018.
  • Documento de posição da ASHRAE sobre aerossóis infecciosos de 14/04/2020.

“Qualidade de vida começa no ar que você respira”

Novidades

Consultórios odontológicos – Exaustão Localizada

Conforme amplamente divulgado pelas autoridades sanitárias, as doenças respiratórias, dentre elas a Covid-19, podem ser transmitidas pelo ar, não só através de gotículas de saliva, como também através dos aerossóis - pequenas partículas que permanecem em suspensão no...

Qualidade do Ar Interior – Uma Preocupação

Ampliando nossas atividades, a ENGERAC AR CONDICIONADO passa a atuar com novas tecnologias destinadas a melhoria e ao monitoramento da qualidade do ar interior - QAI Lâmpadas UV-c para controle de contaminação em serpentinas de ar condicionado. Esse processo elimina a...

Engerac - Especialista em Ar Condicionado

Somos especializados em ar condicionado e atuamos no estado do Rio de Janeiro desde 1986. Nosso objetivo é conquistar e fidelizar os clientes com o uso de equipamentos de alta qualidade e profissionais altamente qualificados e experientes.  Saiba como podemos lhe ajudar com projetos, consultorias, instalações, limpezas e manutenções de ar condicionado. Melhorando assim a climatização do ambiente com menor consumo de energia.